terça-feira, 30 de abril de 2013

AMD lança as CPUs FX-4350 e FX-6350 Piledriver.



Os lançamentos mais recentes da série de CPUs AMD FX são essencialmente versões
mais rápidas e com maior consumo de energia dos processadores FX-4300 e FX-6300.


A AMD renovou a sua linha de processadores FX com o lançamento dos modelos FX-4350 e FX-6350, ambos baseados na arquitetura "Piledriver". Estas novas CPUs utilizam o soquete AM3 + e suportam as instruções mais recentes, incluindo a AVX e a FMA3.

As novas CPUs podem essencialmente ser vista como versões mais rápidas e menos eficientes em termos energéticos do que suas antecessores, uma vez que tanto o FX-4350 quanto o FX-6350 apresentam um aumento de 400 MHz no clock base e 30W na TDP quando comparadas a FX-4300 e FX-6300, respectivamente.

Um resumo das especificações dos novos processadores e seus respectivos preços de varejo estão discriminados abaixo: 






Fonte

sábado, 27 de abril de 2013

Intel confirma que em breve chegarão ao mercado Notebooks Android por US$ 200.



Dispositivos touchscreen Intel-powered, similares ao Samsung Ativ PC, 
podem ser vendidos por até US$ 200. (Crédito: Samsung)



Os preços dos notebooks em breve deverão atingir a faixa de US$ 200, mas a maioria deles serão dispositivos baseados no Android e não no Windows 8, disse um executivo da Intel. Paul Otellini, CEO da companhia, disse na semana passada que poderemos ver PCs touchscreen nesta faixa de preço nos próximos meses. 

Já Dadi Perlmutter, vice-presidente executivo da Intel, disse à CNET na quarta-feira que os notebooks com preços ao nível de 200 dólares serão predominantemente produtos Android rodando em processadores móveis Intel Atom. Quanto a vermos PCs Windows 8 nesta faixa de preço, ele disse que isso vai depender em grande parte da Microsoft. "Nós temos uma boa tecnologia que permite uma ótima relação custo-benefício", disse Perlmutter. "O preço dos laptops com Windows dependerá da política de preços da Microsoft em relação ao seu sistema operacional. Provavelmente deve ser um preço ligeiramente mais elevado."

A Intel, que produz os chips utilizados pela maioria dos computadores e servidores do mundo, investiu no lançamento de novos tipos de computadores, uma vez que enfrenta uma desaceleração neste mercado chave. Em particular, a empresa espera que os híbridos PC/tablet ganhem força com os compradores. Como o nome sugere, esses dispositivos podem se converter entre um tablet e um notebook, dependendo da necessidade do usuário no momento. A crítica mais forte contra esses dispositivos tem sido o seu alto preço. Perlmutter não especificou a aparência desses notebooks Android, mas é bastante provável que eles sejam dispositivos do tipo conversível. 

Os laptops mais baratos devem utilizar chips Atom da Intel, com os dispositivos da linha Core podendo ser vendidos por um preço entre US$ 399 e US$ 499. Entretanto, alguns dispositivos Atom high-end também podem se estender a esse nível.

É vital para a Intel expandir seu foco para os smartphones e tablets, já que o mercado de PCs vem diminuindo. As empresas de pesquisas tecnológicas Gartner e IDC disseram no início deste mês que as vendas de PCs no primeiro trimestre registraram um forte queda, a pior desde 1994, quando a IDC começou a acompanhar os números. O período marcou o quarto trimestre consecutivo de declínio nas vendas e a expectativa é de que o mercado deve continuar assim por todo o ano de 2013. 



quinta-feira, 25 de abril de 2013

Lançado o Ubuntu 13.04 Raring Ringtail.







A Canonical anunciou a pouco o lançamento do Ubuntu 13.04 Raring Ringtail. Esta nova versão do sistema operacional terá suporte de 9 meses (até janeiro de 2014).

O Raring Ringtail vem nas seguintes edições oficiais: Ubuntu desktop, o Ubuntu Server, Ubuntu Cloud Server, Ubuntu Netboot, Ubuntu Core, Ubuntu Studio, Edubuntu, Kubuntu, Xubuntu, Lubuntu, bem como dois novos sabores, Ubuntu GNOME e UbuntuKylin.

Confira as principais novidades presentes neste lançamento:

• Unity 3D interface 7;
• Upstart 1.8;
• Linux kernel 3.8.8;
• X.Org 7.7;
• Xorg Server 1.13.3;
• Mesa 9.1.1;
• GCC 4.7.3 toolchain;
• Python 3.3;
• Compiz Fusion 0.9.9.



Para obter maiores detalhes sobre algumas das versões oficiais derivadas do Ubuntu, acesse os links abaixo:



No vídeo abaixo você conhece algumas das novidades existentes no Ubuntu 13.04 Raring Ringtail:

video



para conhecer todas as mudanças e novidades presentes neste lançamento, acesse o link abaixo: 


Por fim, para baixar o Ubuntu 13.04, acesse o link seguinte:


Fonte

AMD libera o Catalyst 13.4 para Linux.






A AMD lançou a pouco o driver gráfico Catalyst 13.4 para clientes x86/x86_64 do Linux. Esta nova versão do driver gráfico não traz grandes novidades, apenas algumas correções e melhorias. As versões Beta do Catalyst 13.3 já haviam introduzido o suporte ao kernel 3.8 e 3.9, bem como correções a Source Engine da Valve. Entre essas correções, merecem destaques aquelas direcionadas ao game Team Fortress 2.

Para realizar o download do AMD Catalyst 13.4 para Linux acesse o link abaixo:
AMD.com.

Já para ler as notas de lançamento, acesse o link abaixo:



terça-feira, 23 de abril de 2013

Já estão disponíveis smartphones com o FirefoxOS.





A empresa espanhola Geeksphone está agora comercializando seus smartphones com o Firefox OS. Estes dispositivos foram revelados pela primeira vez na Mobile World Congress, estando agora disponíveis para venda.  

Os smartphones da empresa, chamados Keon e Peak, são destinados a desenvolvedores e estão sendo designados como "developer previews". Com os celulares, os usuários podem baixar a versão nightly build do Firefox OS. Ambos os telefones vem com um conjunto de recursos bastante interessante, incluindo funcionalidades de telefonia, um módulo UMTS e câmeras. 

O Peak está disponível por US$ 194 e vem com uma CPU dual-core 1.2 GHz Snapdragon S4 8225 da Qualcomm. O gagdet está equipado com UMTS/HSPA, Wi-Fi e Bluetooth 2.1. Além disso, possui um display de 4.3" com resolução qHD, câmera traseira de 8 megapixels e uma câmera frontal de 2 megapixels. Segundo a Geeksphone, o telefone vem com 4 GB de ROM e 512MB de RAM. Cartões MicroSD podem ser usados ​​para adicionar mais memória para aplicativos e dados.

Já o chamado Keon está disponível por US$ 119, vindo com um processador Snapdragon S1 7225AB de 1GHz. Ele tem um display HVGA de 3,5", além de uma câmera de 3 megapixels.

Ao que parece o sucesso dos dispositivos será grande, pois a empresa anunciou já ter vendido todo o estoque inicial do Keon, restando apenas algumas unidades do Peak. 


Fonte  

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Liberado o Mageia 3 RC.







Os desenvolvedores da distribuição Linux Mageia liberaram o Mageia 3 RC. 

Entre as principais novidades presentes nesta versão da distro temos:
- Atualização do gerenciamento de pacotes RPM para a versão 4.11;
- Kernel Linux 3.8.8;
-  KDE 4.10.2;
- GNOME 3.6.3.

Como ocorreu na versão Beta 4, as versões live iso deverão ser lançadas nos próximos dias. 

Mais detalhes sobre o Mageia 3 RC podem ser encontrados no anúncio de lançamento

Já para baixar o novo Mageia 3 RC, clique no link abaixo:

OBS: Esta é apenas uma versão de testes, sendo assim não a utilize como distro padrão de trabalho. Sua utilização deve ser feita apenas por entusiastas ou aqueles que queiram ajudar os desenvolvedores na descoberta e correção de bugs.  


Fonte:

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Novo Fórum Mageia do Brasil já está online!







A comunidade Mageia está realizando uma mudança no servidor do Fórum brasileiro da distro. 

O processo está em vias de conclusão e em em breve o novo portal estará disponível com todas as opções e recursos para os usuários. 

Para acessar e se registrar no novo Fórum, clique no link abaixo:

Desenvolvedores de ambientes gráficos open source se encontram no freedesktop Summit.








David Faure, desenvolvedor do KDE, escreveu um relatório sobre o primeiro evento freedesktop Summit (cúpula de desktops livres), que ocorreu entre 11 e 16 abril na sede do SUSE localizada em Nuremberg, na Alemanha. Neste encontro, os desenvolvedores do GNOME, KDE, Unity e Razor-qt discutiram como melhorar a colaboração entre os seus respectivos projetos, criando novas especificações multi-desktops, além de refinar as especificações existentes.  Os desenvolvedores chegaram a um acordo sobre como o D-Bus será implementado por aplicações em diferentes desktops, falaram sobre modificações na especificação da lixeira e definiram um novo formato para cache e indexação de arquivos .desktop.  O futuro da interface D-bus do accountsservice também foi discutido.

Entre outras discussões iniciais, os desenvolvedores presentes também concordaram com um plano concreto para melhorar a manutenção das especificações da freedesktop.org. Será criada uma equipe com um representante de cada um dos projetos (GNOME, KDE e Unity), que irá acompanhar as discussões na lista de e-mails da  freedesktop.org (xdg). Faure disse que "a intenção é reviver a utilidade da lista xdg como o principal ponto de comunicação entre projetos de desktop".  


Fonte:

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Liberado o Kernel Linux 3.8.8






Greg Kroah-Hartman anunciou a pouco a liberação do Kernel Linux 3.8.8. As novidades presentes nesta versão em particular são poucas, ainda assim recomenda-se a todos os usuários da série 3.8.X que atualizem seu sistema o mais rápido possível. Para isso, basta acessar o site abaixo:


Os usuários do Mint, Ubuntu e derivados têm a opção de baixar os arquivos .deb do Kernel Linux 3.8.8 aqui.


Fonte:

terça-feira, 16 de abril de 2013

NVidia demonstra seu novo chip Kepler Mobile.



video
O novo chip Kepler da NVidia deverá ser capaz de reproduzir
títulos high-end para PCs, além de executar o DirectX 11.


O chipset Kepler Mobile da Nvidia (como o nome sugere) é derivado da atual arquitetura Kepler, devendo ser capaz de rodar títulos high-end para PCs, além de também poder utilizar os efeitos do DirectX 11. 

Num evento recente para investidores, a empresa apresentou todo o poder deste novo chip gráfico com uma demonstração de execução do jogo Battlefield 3, além de fazer uma comparação dele com o processador A6X do iPad.  

O CEO da Nvidia, Jen-Hsun Huang, afirmou que a empresa "quer ficar vários anos à frente da concorrência", tomando uma "decisão estratégica de atrasar outros projetos de forma a desenvolver o Kepler Mobile em um ritmo mais rápido." Até agora, a empresa conseguiu diminuir o tamanho do chip, além de reduzir o consumo de energia de dezenas de watts para apenas algumas centenas de miliwatts. 

Entretanto, a empresa diz que ainda não é capaz de fornecer informações sobre quando iremos ver dispositivos equipados com este novo chipset. 


Fonte


Lançado o Wayland/Weston 1.1







Kristian Høgsberg lançou o Wayland/Weston 1.1 na noite de segunda-feira.


Confira abaixo os principais destaques presentes neste lançamento:

- Um back-end do Raspberry Pi, de forma que o Weston possa trabalhar com os drivers gráficos encontrados nestas populares placas de baixa potência ARM; 

- Há também um renderizador Pixman, possibilitando que o compositor de referência do Wayland possa trabalhar com esta biblioteca ao invés de precisar de forma explícita de um suporte via hardware.  Este back-end também usa a extensão de memória compartilhada MIT-SHM para o X11;

- Um outro novo back-end está fornecendo suporte a RDP, protocolo do desktop remoto da Microsoft;

- O primeiro módulo SDK para o desenvolvimento de módulos fora do ramo principal;  

- O back-end KMS agora suporta a extensão EGL; 

- Suporte à calibração de touch-screen e a um cliente de configuração;

- Várias outras otimizações e correções.
   

Para ler o anúncio de lançamento do Wayland 1.1, click neste link. 


Fonte:

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Tutorial: Como instalar os drivers gráficos Intel mais recentes em distribuições Linux derivadas do Ubuntu.






O procedimento foi realizado com sucesso por aqui numa máquina com hardware Intel (Core i5 Sandy-Bridge + Vídeo Intel HD Graphics 3000) e com o Linux Mint 13 Maya MATE 64-bit instalado. Antes de prosseguir, porém, lembramos que alguns usuários têm relatado problemas, como por exemplo o touchpad que não funcionou mais após a realização do procedimento. O sucesso da atualização vai depender do seu hardware, sendo assim, utilize o procedimento por sua conta e risco. 

Além disso, reverter as alterações não é muito fácil. Ao atualizar os pacotes, você deve copiar os nomes deles num arquivo de texto, depois desabilitar o repositório por meio da ferramenta Fontes de Software (ou excluir o arquivo .list de /etc/apt/soures.list.d /), executar o comando "sudo apt-get update" , e então realizar um downgrade dos pacotes que você salvou no arquivo de texto usando o comando "sudo apt-get install package1/quantal package2/quantal", e assim por diante (para cada pacote que foi atualizado substituir" quantal" por "precise" se você estiver usando uma distribuição baseada no Ubuntu 12.04).  A menos que você entenda o que foi explicado acima e saiba como resolver vários problemas que possam surgir, sugerimos que você não use este repositório!

Dito isso, você pode agora avançar com a adição do repositório de gráficos da Intel para distribuições Linux baseadas no Ubuntu 12.10 ou 12.04:


- Para as distribuições Linux baseadas no Ubuntu 12.10 (como o Linux Mint 14):
  
echo "deb https://download.01.org/gfx/ubuntu/12.10/main Ubuntu 12.10 #Intel Graphics drivers" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/intellinuxgraphics.list
 

- Para as distribuições Linux baseadas no Ubuntu 12.04 (como o Linux Mint 13):

echo "deb https://download.01.org/gfx/ubuntu/12.04/main Ubuntu 12.04 #Intel Graphics drivers" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/intellinuxgraphics.list


Depois disso, adicione a chave GPG do repositório e atualize as fontes de softwares utilizando os comandos abaixo:

  • wget --no-check-certificate https://download.01.org/gfx/RPM-GPG-KEY-ilg -O /tmp/intelrepo.key
  • sudo apt-key add /tmp/intelrepo.key
  • sudo apt-get update


Por fim, utilize a ferramenta de atualização de sua distro (Gerenciador de atualizações) ou então digite no terminal o comando sudo apt-get dist-upgrade. Caso opte pela atualização via comando no terminal, certifique-se de que ele não tente remover nenhum pacote. Caso ele tente fazê-lo, aborte e desabilite o repositório.


Fonte:

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Tutorial: Instalação dos drivers AMD Catalyst no Linux Mint, Ubuntu e derivados.





Neste tutorial você irá conhecer o procedimento de instalação dos novos drivers AMD Catalyst 13.1 no Ubuntu (12.04 / 12.10 / 13.04) e Linux Mint (13 e 14). Veja abaixo os passos necessários:

Abra o terminal (Ctrl+Alt+T) e digite os comandos abaixo:

>> 32bit:
  • sudo apt-get install dh-modaliases libelfg0 execstack build-essential cdbs fakeroot dh-make debhelper debconf libstdc++6 dkms libqtgui4; sudo apt-get -f install
  • wget -O ati-amd-v2.4-NoobsLab32.deb http://goo.gl/n45aj
  • sudo dpkg -i ati-amd-v2.4-NoobsLab32.deb; rm ati-amd-v2.4-NoobsLab32.deb

>> 64bit:
  • sudo apt-get install dh-modaliases libelfg0 execstack build-essential cdbs fakeroot dh-make debhelper debconf libstdc++6 dkms libqtgui4 ia32-libs; sudo apt-get -f install
  • wget -O ati-amd-v2.4-NoobsLab64.deb http://goo.gl/dylWp
  • sudo dpkg -i ati-amd-v2.4-NoobsLab64.deb; rm ati-amd-v2.4-NoobsLab64.deb

Após a instalação, abra o dash e localize o instalador do AMD Catalyst: 




Depois disso o instalador irá procurar as placas gráficas ATI AMD instaladas no sistema:

Se você possuir uma placa gráfica que suporte os drivers mais recentes então verá a janela abaixo:

Se a sua placa suportar apenas os drivers Legacy, o instalador irá exibir a janela abaixo:


Se o seu hardware for muito antigo e não tiver suporte a nenhum deles, então o instalador exibirá a janela abaixo, fechando em seguida:


No caso de seu hardware suportar o driver mais recente, o instalador irá lhe pedir para instalá-los. Neste caso selecione o driver e pressione Next:

Se o seu hardware suportar apenas os drivers Legacy , então você verá apenas a opção abaixo: 


Depois da seleção dos drivers, o instalador irá realizar o download dos drivers corretos para o seu hardware:


Quando o download terminar pressione Next:


Após isso, o instalador irá criar o pacote .deb:


Agora, remova os drivers antigos (se tiver algum instalado em seu sistema) e pressione "Yes":


Pressione "Yes" para instalar os drivers mais recentes:  


Por fim, para habilitar a aceleração via hardware (Hardware Acceleration) pressione "Yes":




Agora é só reiniciar o sistema e o procedimento estará concluído.


Fonte:

NVidia libera os drivers 319.12 Beta para Linux com suporte a tecnologia Optimus.




A NVidia liberou seus novos drivers gráficos para Linux, os quais receberam a numeração 319.12. A principal novidade presente neste lançamento é o início do suporte a tecnologia Optimus da empresa.

Esta tecnologia é usada para aumentar a vida útil da bateria, desligando a GPU dedicada (Nvidia) quando ela não é necessária. Quando isso ocorre, o chip gráfico integrado (Intel) é utilizado. Até agora, os usuários Linux podiam tirar proveito desta tecnologia apenas por meio de um projeto não-oficial chamado Bumblebee.

Entretanto, ao que parece os novos drivers NVidia 319.12 Beta para Linux ainda não funcionam no Ubuntu por padrão, mesmo na versão Raring. Isso ocorre porque a distro vem com o RandR 1.4, porém a versão do xrandr utilizada ainda é a 1.3.5.

Para fazer o download do Nvidia Linux Graphics Drivers 319.12 Beta, acesse os links abaixo:


Fonte:

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Lançado o KDE 4.10.2









Foi liberada a segunda atualização mensal para a plataforma KDE 4.10.

Os desenvolvedores do ambiente gráfico dizem que nesta nova versão, KDE 4.10.2, foram corrigidos mais de 100 de bugs. Foram também adicionadas melhorias no gerenciador de informações pessoais do Kontact, no gerenciador de janelas KWin e em outras ferramentas.

Para obter maiores detalhes, acesse o site kde.org.


Fonte:


Android 4.x atinge 54.3% de participação no mercado de dispositivos com o SO da Google.






Os números da Google referente as últimas duas semanas de março mostram que a participação de mercado do Android 4.x, série mais recente do sistema operacional da empresa, saltou de 45,1% no mês anterior para 54,3% atualmente. Estes números, que são publicados para ajudar os desenvolvedores a identificar em quais versões do Android devem se focar, foram coletados com base no número de dispositivos que acessaram quaisquer dos servidores do Google.

Estes novos dados são baseados em visitas de usuários a loja Google Play, uma mudança que pode reduzir o registro no número de dispositivos que utilizam versões mais antigas do SO, onde os usuários tenderiam a estar satisfeitos com seus aplicativos. Além disso, é esperado um aumento no percentual de novos dispositivos, em que os proprietários são mais propensos a procurar e selecionar novos aplicativos. A Google diz sentir que a nova metodologia "reflete com mais precisão aqueles usuários que estão mais envolvidos com o ecossistema Android e a Google Play".

Nesta pesquisa também há referência as principais resoluções de tela utilizadas nos dispositivos com o sistema operacional Android, o que também ajuda os desenvolvedores a escolher em que tipo de aplicativos devem se focar. 

Para obter maiores detalhes, acesse o link abaixo:


Fonte:

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Lançado o desktop MATE 1.6






Os desenvolvedores do MATE, ambiente de trabalho do Linux que utiliza uma interface intuitiva e tradicional, lançaram a nova versão do desktop, o MATE 1.6.

Derivado originalmente do GNOME 2, o ambiente de trabalho oferece uma interface de usuário similar. O MATE 1.6 agora trabalha com o gerenciador de login do systemd, o qual tem substituído o ConsoleKit em várias distribuições e deve ser utilizado no Ubuntu 13.10.


Confira abaixo os principais destaques presentes neste lançamento:

  • Foi adicionado o suporte ao systemd-logind no mate-session-manager, mate-screensaver e mate-power-manager;
  • Barra lateral melhorada;
  • Adicionado suporte a nova especificação de thumbnailers;
  • Wallpapers são agora armazenados em cache para um melhor gerenciamento de memória;
  • Uma caixa de diálogo de conexão do servidor foi adicionada ao Nautilus 3;
  • Foi adicionada uma opção para abrir novas janelas no centro da tela;
  • Novos temas GTK2/3 foram implementados.

Para obter maiores detalhes, acesse o link new version's release announcement.


Para instalar o novo Mate 1.6 no Ubuntu/Linux Mint, abra o Terminal ( Ctrl+Alt+T ) e digite os comandos abaixo para adiconar os repositórios (observe que há um comando específico para cada distribuição): 

>> Para o Ubuntu 13.04 Raring
  • sudo add-apt-repository "deb http://packages.mate-desktop.org/repo/ubuntu raring main"
>> Para o Ubuntu 12.10 Quantal/Linux Mint 14

  • sudo add-apt-repository "deb http://packages.mate-desktop.org/repo/ubuntu quantal main"
>> Para o Ubuntu 12.04 Precise/Linux Mint 13

  • sudo add-apt-repository "deb http://packages.mate-desktop.org/repo/ubuntu precise main"
>> Para o Ubuntu 11.10 Oneiric/Linux Mint 12

  • sudo add-apt-repository "deb http://packages.mate-desktop.org/repo/ubuntu oneiric main"
 
Depois de adicionar os repositórios, digite os comandos abaixo para instalar o desktop MATE:
  • sudo apt-get update
  • sudo apt-get install mate-archive-keyring
  • sudo apt-get update
  • sudo apt-get install mate-core mate-desktop-environment

OBS: A instalação via PPA pode deixar seu sistema instável ou acarretar em outros problemas, sendo assim utilize-a por sua conta e risco.


Fonte:

terça-feira, 2 de abril de 2013

Liberado o Mozilla Firefox 20.






A Mozilla lançou o Firefox 20, última atualização para o seu navegador web. Esta nova versão do aplicativo traz alguns recursos novos, além de correções de segurança.  

Entre os novos recursos temos a navegação por janela-privada, vista pela primeira vez no beta do Firefox 20. Com este recurso, foi solucionado o problema de ter que reiniciar o Firefox quando se queria uma sessão que não registrasse o histórico ou divulgasse informações do usuário através de cookies. Agora, os usuários podem simplesmente abrir uma janela privada, ao mesmo tempo que mantém suas janelas normais abertas.

Outra novidade, conforme previsto na versão beta, é a nova "experiência de download". A velha janela de download se foi no Firefox 20, sendo substituída por um painel na janela do histórico do navegador (o estado atual de downloads pode ser visto clicando em um botão de progresso do download ao lado da barra de endereços).  

No quesito segurança, três bugs críticos foram corrigidos e estão listados na página de alerta de segurança

Nas notas de lançamento, observamos que também houve melhorias no desempenho de carregamento das páginas, nos processos de download e no encerramento do aplicativo. 

Para baixar o novo Firefox 20 para Windows, Mac OS X e Linux acesse este link. Aqueles que já têm o aplicativo instalado no sistema irão receber a nova versão através dos repositórios de suas distros a qualquer momento.


Fonte:

Licença Creative Commons
Todo o material existente no blog Recanto do Tux está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...